Empresa brasileira desenvolve etanol de soja
Empresa brasileira desenvolve etanol de soja Empresa brasileira desenvolve etanol de soja Empresa brasileira desenvolve etanol de soja Empresa brasileira desenvolve etanol de soja

Empresa brasileira desenvolve etanol de soja

4 min de leitura

A Caramuru – maior empresa de processamento de grãos de capital nacional do País — vai investir R$ 115 milhões na ampliação do complexo industrial de Sorriso, no Mato Grosso, para a produção de etanol hidratado a partir de soja […]

por Syngenta Digital
Empresa brasileira desenvolve etanol de soja Voltar
Empresa brasileira desenvolve etanol de soja

A Caramuru – maior empresa de processamento de grãos de capital nacional do País — vai investir R$ 115 milhões na ampliação do complexo industrial de Sorriso, no Mato Grosso, para a produção de etanol hidratado a partir de soja e também no processamento de lecitina. A iniciativa com o biocombustível é pioneira na indústria mundial. As experiências atuais são a partir de cana-de-açúcar, milho ou beterraba. A unidade terá capacidade anual de 6,8 milhões de litros de etanol hidratado e 3.000 toneladas de lecitina.

“Esse projeto é mais uma iniciativa que a Caramuru empreende para agregar valor à sua produção. Paralelamente, o investimento abre novas oportunidades de negócios para o produtor do Mato Grosso”, diz César Borges de Sousa, vice-presidente da empresa.

O etanol hidratado, além de ser usado como combustível para veículos, na sua forma pura, é também matéria-prima industrial, largamente utilizada na fabricação de perfumes, materiais de limpeza, solventes e tintas. A lecitina de soja é aplicada em vários segmentos, como: chocolates, margarinas, sorvetes, biscoitos, pães e massas, produtos instantâneos, doces e molhos, além de ser utilizada na fabricação de produtos dietéticos, farmacêuticos e em cosméticos.

A ampliação do complexo industrial da Caramuru em Sorriso criará 60 novos empregos diretos e 200 indiretos para a região. Na unidade a empresa já produz: Farelo Hipro, Óleo e Proteína Concentrada de Soja (SPC), um produto com alto teor de proteína, acima de 60%, ambientalmente correto e substituto da farinha de peixe nas rações. O SPC é integralmente exportado para a Europa pela “Saída Norte”, através dos terminais da Caramuru em Itaituba, no Pará, e no Porto de Santana, no Amapá.

Todo o potencial da matéria-prima soja será aproveitado com alta eficiência energética na nova planta do complexo industrial, minimizando os impactos ambientais. Ao processar a soja, será produzido simultaneamente energia elétrica (cogeração), biodiesel e etanol hidratado. O investimento na nova planta também está inserido em um processo de inovação disruptiva, permitindo a produção simultânea de SPC, Lecitina e Etanol.

Finep

A Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) já liberou a primeira parcela do financiamento para a Caramuru investir nesta inovação disruptiva de processamento de soja em grãos. A primeira parte do aporte soma R$ 40 milhões, de um total de R$ 69 milhões aprovados para o financiamento de longo prazo. O restante do investimento será arcado pela empresa, por intermédio de recursos próprios e captação em bancos.

Fonte: Grupo Cultivar

Leia também:  CULTURAS ENERGÉTICAS: Geração De Biocombustível A Partir De Fontes Renováveis Acompanhe nossas redes sociais em FacebookInstagramLinkedIn e Youtube.

Leia mais da categoria:

Posts
4 min de leitura
Horta farta

Alimentos serão grande preocupação após coronavírus

Se, em um primeiro momento da pandemia do novo coronavírus, os olhos do mundo se concentraram no abastecimento de comida, agora, as atenções começam a se voltar para o futuro da produção e do consumo de alimentos. Para a ministra […]

Leia na íntegra
Posts
4 min de leitura

Como atrair investimento estrangeiro para o seu agronegócio

Um dos objetivos principais de muitos empresários do agro brasileiro é, com certeza, contar com um investimento estrangeiro. Com essa parceria, além de conseguir um aporte financeiro, a empresa ganha mais presença no mercado. No cenário atual, onde há muita […]

Leia na íntegra
Posts
4 min de leitura
sistema de alertas

Gestão financeira no Cropwise Protector

As ferramentas digitais otimizam diversas operações da fazenda, sobrando tempo para análises de dados que geram decisões mais assertivas e ágeis. Além de suportar o gerenciamento das atividades na lavoura e o monitoramento de pragas e doenças, o Cropwise Protector tem funções de gestão financeira que tornam o processo rápido e […]

Leia na íntegra