Tecnologia e cafeicultura: a oferta do digital para o café - Syngenta Digital
Tecnologia e cafeicultura: a oferta do digital para o café - Syngenta Digital Tecnologia e cafeicultura: a oferta do digital para o café - Syngenta Digital Tecnologia e cafeicultura: a oferta do digital para o café - Syngenta Digital Tecnologia e cafeicultura: a oferta do digital para o café - Syngenta Digital

Tecnologia e cafeicultura: a oferta do digital para o café

4 min de leitura

Quando comparado a culturas de grãos e fibras, o café traz uma série de particularidades. Ainda assim, há uma semelhança fundamental: a tecnologia como importante aliada do produtor. Embora a cafeicultura demande uma atenção diferenciada, é possível apostar no digital […]

por Syngenta Digital
Tecnologia e cafeicultura: a oferta do digital para o café - Syngenta Digital Voltar
Tecnologia e cafeicultura: a oferta do digital para o café - Syngenta Digital
cafeicultura

Quando comparado a culturas de grãos e fibras, o café traz uma série de particularidades. Ainda assim, há uma semelhança fundamental: a tecnologia como importante aliada do produtor. Embora a cafeicultura demande uma atenção diferenciada, é possível apostar no digital para ganhar valor e eficiência.

Nosso gerente de Acesso ao Mercado, o agrônomo Lucas Siqueira explica quais são os aspectos que diferenciam a atividade cafeeira das demais. Segundo ele, o monitoramento do café é mais complexo: há uma dificuldade de deslocamento, necessidade maior de reentradas e pontos de amostragens, por exemplo.  

Mas Siqueira garante que o Protector, solução digital de suporte à gestão e à tomada de decisão, já é capaz de atender à cafeicultura. Ainda assim, o agrônomo e sua equipe vêm trabalhando em estruturar a ferramenta para responder às dores específicas dessa produção. “Hoje, a gente já atende. O desafio é deixar essa tecnologia mais friendly”,  conclui. 

O gerente olha para o futuro: “as empresas vão precisar avançar em produtos que atendem necessidades específicas do café”, prevê. 

Digital na cafeicultura

cafeicultura

O Protector já está em muitas fazendas com cafeicultura pelo Brasil. Para Silas Calazans, nosso Coordenador de Transformação Digital, a ferramenta, além de realizar o monitoramento da lavoura, tem se mostrado fundamental no processo de certificação do café. “Ter os históricos desses monitoramentos, de controle da infestação, pode ajudar bastante na parte de certificação, gera bastante valor pra eles”, explica.

O produto oferece ainda soluções de pluviometria, que podem trazer muitos ganhos para as culturas de café. De acordo com Calazans, essas culturas são, em geral, menos tecnificadas e, por isso, não possuem estações meteorológicas. O coordenador explica que os produtores que apostam no plantio por sistema de irrigação podem se beneficiar do acompanhamento de estresse hídrico disponível na plataforma. 

Engenheiro agrônomo e sócio-proprietário da Fazenda Vereda, Carlos David Ottoni é um dos produtores de café que apostou na tecnologia em sua lavoura. O resultado foi extremamente positivo: “sem dúvida, eu já não posso viver sem a ferramenta”, afirma. 

O sucesso da adoção do digital se deve à aproximação do escritório, em Poços de Caldas, Minas Gerais, ao técnico que está na fazenda, na região do Triângulo Mineiro. “Tem me dado tranquilidade. Toda tarde, eu olho e sei por onde ele andou, o que ele viu”, explica Ottoni. 

A expertise do técnico e de Carlos Ottoni contribuíram para que o software trouxesse resultado em pouco tempo na Fazenda Vereda.

Leia mais da categoria:

Posts
4 min de leitura

Strider Day 2019: tecnologia, parcerias e lançamentos marcaram o evento

O Strider* Day é um evento que revoluciona o calendário do agro quando o assunto é tecnologia. Esse ano, em uma edição ainda maior que a anterior, o evento conectou em um único lugar dois temas muito importantes para o […]

Leia na íntegra
Posts
4 min de leitura
Perfect Flight

Integração com Perfect Flight: mais inteligência no campo

A integração de tecnologias está entre os maiores desafios do futuro do agro, segundo estudos da Embrapa. Há pelo menos dois anos, a pesquisadora Silvia Maria Massruhá, Chefe-geral da Embrapa Informática Agropecuária, aponta a questão, que permanece atual. Produtores rurais seguem demandando um maior cruzamento de dados para a tomada de decisão. Um deles é Kriss Corso, diretor do […]

Leia na íntegra
Posts
4 min de leitura
Uma mulher da fazendo mexendo no tablet e um homem ouvindo o que ela diz

Evolução do digital impacta a produção agrícola

Nos últimos anos, a agricultura digital deixou de ser uma promessa. Hoje, ela está em milhares de operações da produção agrícola ao redor do mundo, levando eficiência para o campo. O mercado cresceu e passou a oferecer uma série de soluções para os interessados em digitalizar a lavoura. No entanto, a experiência […]

Leia na íntegra