A safra digital dos clientes Syngenta - Syngenta Digital A safra digital dos clientes Syngenta - Syngenta Digital
A safra digital dos clientes Syngenta - Syngenta Digital
A safra digital dos clientes Syngenta - Syngenta Digital A safra digital dos clientes Syngenta - Syngenta Digital A safra digital dos clientes Syngenta - Syngenta Digital A safra digital dos clientes Syngenta - Syngenta Digital

A safra digital dos clientes Syngenta

4 min de leitura

Clientes do portfólio Crop Protection e Seeds da Syngenta já usam o digital nas suas lavouras e relatam benefícios de um safra digital na operação. O Cropwise Protector é uma ferramenta completa que dá suporte ao produtor nas tomadas de decisão. Por meio de um monitoramento de ponta a ponta e gestão […]

por Syngenta Digital
A safra digital dos clientes Syngenta - Syngenta Digital Voltar
A safra digital dos clientes Syngenta - Syngenta Digital

Clientes do portfólio Crop Protection e Seeds da Syngenta já usam o digital nas suas lavouras e relatam benefícios de um safra digital na operação. O Cropwise Protector é uma ferramenta completa que dá suporte ao produtor nas tomadas de decisão. Por meio de um monitoramento de ponta a ponta e gestão da operação na palma da mão, a plataforma oferece dados confiáveis para ações assertivas na lavoura. 

Assim, com o apoio de Especialistas em Transformação Digital, os agricultores conseguem evoluir com a operação no campo, tendo mais rentabilidade e produtividade. 

Valdenir dos Santos Menezes, Diretor Agrícola da Open AgFarm, conta que a abertura do agro para o uso de tecnologias digitais já é grande. “O cara trabalhar com tablet, hoje, é diferente de ele carregar uma cadernetinha no bolso e toda hora ficar anotando na mão o que tem que fazer. Então, é muito melhor e muito mais prático pra ele”, avalia. 

Agronomo analisando cultivo com ferrugem asiática

Consultor do Grupo Mizote, Robson Luiz da Silva completa: “Uma das grandes vantagens do Protector é que te dá uma certeza do que está acontecendo no campo. Você monitora as pragas, e também os monitores têm todo um rastreamento. Você rastreia todo o sistema”.   

Para Edson Vendruscolo, Diretor de Operações da O Telhar, o futuro está na agricultura do metro quadrado. “O Cropwise Protector nos traz uma condição de fazer algo e estar registrado para que, em algum momento, a gente consiga voltar dois, três, quatro anos atrás, entender um pouco do que aconteceu, daquela história, para a gente dar mais um passo pra frente”, afirma. 

A websérie Cropwise Protector: do pré-plantio à colheita mostra como o software pode ser usado em todas as etapas da safra. Relembre os casos bem-sucedidos de clientes que já foram ao ar. 

Schmidt Agrícola e OpenAg Farm avaliam daninhas e solo 

Antes do plantio, os agricultores avaliam seus talhões para avaliar a presença de ervas daninhas, que podem atrapalhar o desenvolvimento das culturas. Por isso, é feita a amostragem para dessecação. Na Schmidt Agrícola, no oeste baiano, a ferramenta digital é usada na amostragem de plantas daninhas e trouxe benefícios para operação.  

Schmidt Agrícola fez aplicações localizadas contra daninhas com suporte do Protector

“Todo o nosso planejamento se baseia em aplicações de produto quando atinge alguns índices. E o Protector veio fazer conta de todos esses índices, colocar de uma forma mais visível através de gráficos de calor ou outros tipos de gráficos, para que a gente não perca o ponto de colocar o produto certo, na dose certa e na época certa”, conta Paulo Schmidt, Diretor de Operações da companhia. Assista ao vídeo aqui

Já na OpenAg Farm, no Mato Grosso, muitos benefícios são vistos na avaliação da compactação do solo. Segundo o Diretor Agrícola da empresa, Valdenir dos Santos Menezes, sua equipe consegue “olhar pelas raízes das plantas”. “O Protector é muito utilizado quando são identificados pontos com alguma dificuldade, com algum distúrbio dentro da lavoura. A gente georreferencia esses pontos, tira foto, coleta amostra de solo, manda pro laboratório para analisar, pra gente identificar o que tem naquilo ali, se é nematoide das galhas, nematoide de cisto, pratylenchus ou algum outro tipo de distúrbio que a gente tem que descobrir”, conta. Veja o caso completo aqui

OpenAg Farm controlou nematoides com auxílio do monitoramento georreferenciado

Xingu Agri e Grupo Mizote monitoram estado vegetativo 

O Grupo Mizote viu valor no monitoramento de pragas e doenças com a adesão do Cropwise Protector. Consultor na empresa, Robson Silva relata casos de sucesso: “Você consegue fazer a aplicação localizada. Por exemplo, percevejo na lavoura da soja. Eu consigo ver onde os percevejos entram e, ali, começo a combater eles, para não reinfestar ou infestar toda a lavoura”.  

Grupo Mizote controlou mofo-branco após monitoramento com Protector

Na última safra, o mofo-branco foi um problema contornado com o suporte da ferramenta. “Teve uma área que a gente viu o mofo-branco, e a gente controlou somente onde estava sendo problema. Não foi necessário aplicar em toda a área”, conta Silva, que reduziu o uso de defensivos. Clique aqui para saber mais. 

Na Xingu Agri, o módulo de crescimento do algodão tornou a operação mais assertiva, como explica o Gerente Regional Carlos Leandro Martins Oliveira. “Possibilitou à nossa equipe enxergar a lavoura de uma forma diferente, mais fácil, acessar de qualquer local”. A equipe técnica vai a campo e faz as leituras de crescimento, tamanho da planta e média do tamanho do entrenó. “A gente consegue ter uma visão mais macro da área e visão de todos os talhões e isoladamente também, o que a gente não tinha antes. Teria que estar olhando, ponto a ponto, a média de talhão. Foi uma ferramenta que nos auxiliou muito”, completa Oliveira. Veja aqui o vídeo.

 

Xingu Agri passou a ter outra visão da lavoura com módulo de crescimento do algodão

O Telhar faz avaliação de perdas na colheita 

A colheita é o momento de avaliar as perdas, no que o Cropwise Protector auxilia o produtor. Na O Telhar, no Mato Grosso, a equipe técnica acompanha as máquinas com o aplicativo e avalia o percentual de perdas em tempo real.  

Responsável pela Tecnologia Agrícola na companhia, Vitor Luiz Duarte conta que esse monitoramento é feito “máquina a máquina, talhão a talhão”. “Eu vou lá, vejo se está tendo perda, se é perda mecânica ou uma perda mesmo da planta. Nenhuma máquina entra ou sai sem ter feito a avaliação. Então, os talhões são todos avaliados de máquina a máquina todos os dias”, relata. Reveja o episódio aqui

O Telhar avalia perdas na colheita com o digital

Conheça os benefícios do Cropwise Protector ao longo de toda a safra aqui

Leia mais da categoria:

Sem categoria
2 min de leitura
EVENTO AGRISHOW

Novidades Agrishow: Syngenta Digital lança funcionalidades exclusivas

Monitoramento digital de chuva, relatórios mais completos e histórico dos monitoramentos como em rede social estão entre as novidades. A Syngenta Digital retorna às grandes feiras do agronegócio e lançou, durante a Agrishow – feira internacional de Tecnologia Agrícola em Ação, realizada […]

Leia na íntegra
Sem categoria
4 min de leitura
Strider na estrada México

Strider na Estrada – edição especial México

Confira na série Strider na Estrada a experiência de um dos consultores da Strider em campo durante uma visita de implantação no México. Ele acompanhou de perto a colheita da batata na cidade de Los Mochis e ficou encantando com […]

Leia na íntegra
Sem categoria
4 min de leitura

Usted sabe qué es Sigatoka?

La Sigatoka es provocada por un hongo,es la principal enfermedad que afecta a la planta de banano, y un verdadero dolor de cabeza para los productores! Según álvaro García, coordinador de campañas de Marketing de Syngenta México, es común hacer […]

Leia na íntegra