Colheitadeiras: saiba qual a melhor opção para você
Colheitadeiras: saiba qual a melhor opção para você Colheitadeiras: saiba qual a melhor opção para você Colheitadeiras: saiba qual a melhor opção para você Colheitadeiras: saiba qual a melhor opção para você

Colheitadeira: entenda sobre sua evolução e melhores marcas

4 min de leitura

Felizmente, a evolução e a automação agrícolas existem para trazer mais produtividade aos agricultores e, nesse sentido, as colheitadeiras, ou colhedoras (termo técnico definido como o correto para se referir à essas máquinas),são parte essencial do processo evolutivo. Se é […]

por Giovanna Vallin
31 de janeiro de 2022
Colheitadeiras: saiba qual a melhor opção para você Voltar
Colheitadeiras: saiba qual a melhor opção para você
Colheitadeira agrícola

Felizmente, a evolução e a automação agrícolas existem para trazer mais produtividade aos agricultores e, nesse sentido, as colheitadeiras, ou colhedoras (termo técnico definido como o correto para se referir à essas máquinas),são parte essencial do processo evolutivo. Se é difícil imaginar a colheita de grãos e cana-de-açúcar antes da modernização, muito se deve pela invenção das colheitadeiras. 

Uma colheitadeira (ceifadeira ou colhedeira, como também é conhecida) é um equipamento agrícola destinado à colheita de lavouras, entre elas de cana-de-açúcar, algodão e grãos variados, como trigo, arroz, café, soja e milho. Sua importância se deve ao fato de que estamos diante de uma máquina que multiplica a capacidade de trabalho do produtor durante as atividades envolvidas com a colheita, permitindo que as operações vão muito além da simples colheita. 

Por isso, escolher uma colheitadeira e entender mais sobre os tipos e marcas é essencial. É nisso que ajudamos você a seguir. Acompanhe o artigo e tire suas dúvidas com a gente. 

Índice

Sobre a evolução das colheitadeiras

Trabalhar com colheitadeira no campo não é invenção de agora. As primeiras máquinas eram conhecidas como ceifeiras mecânicas — pensadas especificamente para a colheita de milho e trigo.  

Foi assim que surgiu a primeira máquina motorizada do gênero, uma criação de Obed Hussey, patenteada em 1833, Na época, a colheitadeira de Hussey ainda dependia de tração animal. 

 
Na sequência, outro inventor aprimorou o equipamento. Foi Hiram Moore, que criou um modelo aprimorado que já poderia colher cerca de 25 acres de terra, isso em 1835. Na virada para o século XX, surgiram os primeiros modelos com motores a diesel ou a gás. Foi em 1965 que a primeira colheitadeira a gasolina surgiu no Rio Grande do Sul.  

Após esse passo, os tratores e as colheitadeiras seguiram sendo otimizados. Podemos falar em design rotativo, capaz de separar os grãos da palha remanescente no processo de colheita usando ventiladores. Na década de 70, vieram os medidores de eficiência de debulha instalados nos equipamentos. Em 1979, foi feito no Brasil um modelo adaptado para culturas de café, pelo japonês Shunji Nishimura em Pompéia (SP). 

Hoje, a agricultura digital, com Internet das Coisas, Big Data e GPS, trouxe mais funcionalidades ao equipamento, facilitando o dia a dia do produtor rural e deixando prá trás as colheitadeiras de brinquedo, que muitas crianças brincam. 

Entenda as funções da colheitadeira e etapas do processo

Pode-se dizer que as colheitadeiras são do tipo automotriz (possuem fonte própria de potência, realizando todas as operações que compõem a colheita), de arrasto (com motor auxiliar ou tracionada por trator) e montada (o que pede sempre de um trator agrícola para seu funcionamento).  

Quanto às etapas da colheita, nós especificamos na sequência.  

Cortar

A máquina corta a planta durante a colheita, seja ceifando ou arrancando a planta. Ceifar é comum com arroz, no caso domilho ocorre o arranquio da espiga, enquanto com o amendoim arranca-se a planta inteira.  

Trilhar

Trilhar é o ato de retirar o grão da estrutura vegetal (panícula, espiga, vagem) em que se encontra inserido, isso é feito por batimento (impacto) ou por fricção (atrito). 

Separar

Após retirados de suas estruturas, os grãos são separados do palhiço formado. Na sequência, faz-se a separação dos resíduos, como as casas, em um fluxo de serem lançados para fora da máquina, enquanto os grãos são limpos. 

Limpar

A limpeza nada mais é que a retirada de qualquer material que se encontre junto dos grãos. Para que seja feita, os grãos passam por peneiras e por uma corrente de ventilação. 

A relação entre regulagem da colheitadeira e qualidade dos grãos

A produtividade de uma safra também está relacionada à regulagem da colheitadeira, que permite que a qualidade dos grãos seja interessante. Para fazer uma boa regulagem e manter a qualidade dos produtos agrícolas, algumas boas práticas são: 

  1. manutenções regulares: é o que faz a diferença para altas performances e reduz custos de operação. Vale a pena verificar pontos como barra de corte, navalhas com folgas, altura e velocidade de rotação do molinete; 
  2. velocidade de manejo: a velocidade de colheita, ou caminhamento, da colheitadeira pode ser um problema, já que um impacto muito elevado das plantas com a máquina traz o aumento de perdas. Em geral, é indicado variar de 4 km/h a 6 km/h; 
  3. linhas de semeadura: atente-se para que o número de linhas das semeadoras seja igual ou múltiplo do número de linhas das plataformas de colheita. Isso faz com que não exista desalinhamentos na hora de colher, evitando perdas; 
  4. acompanhe suas perdas: entender as perdas permite que você aprimore o processo e regule a colheitadeira da melhor forma. Para tanto, em plantios de soja, usamos um copo medidor para checar níveis de perdas; 
  5. capacite os operadores: treinamentos e reciclagens para a equipe que opera a colheitadeira é essencial. Por mais moderna que seja sua máquina, lembre-se de que ela precisa de pessoas para funcionar. 

Mas não acabou! Um cuidado importante que se deve ter logo após a safra é lavar cuidadosamente o exterior e o interior da colhedora. Assim, você evita a oxidação provocada pelo acúmulo de resíduos, certo? 

Escolha a melhor colheitadeira para sua lavoura

Existem diversas marcas e modelos no mercado. Na sequência, falamos de algumas para facilitar a sua escolha. 

Colheitadeiras John Deere série S700;

Colheitadeira do modelo John Deere série S700

As colhedoras John Deere, que incluem as S760, S770, S780 e S790, são equipados com sistemas de trilha, separação e limpeza, têm um sistema inteligente e flexível que resulta em produtividade e ótimo aproveitamento dos grãos colhidos. 

Colheitadeiras New Holland linha TC

Colheitadeira do modelo New Holland linha TC

São modelos New Holland que prometem manutenção simples e econômica, além de baixos índices de perda dos grãos e alta performance por debulha. Um dos pontos altos é o fato de alternar entre culturas de maneira fácil e rápida, mantendo alta performance em qualquer lavoura. 

Colheitadeiras Massey Ferguson

Colheitadeiras do modelo Massey Ferguson

As colheitadeiras Massey Ferguson foram pioneiras na incorporação do sistema híbrido de separação de grãos. Ela os separa da palha por ação centrífuga de dois rotores e promete uma colheita rápida e eficiente 

 
Para comprar a melhor colheitadeira, é interessante fazer uma análise de custo-benefício, levando em conta seus tipos de plantações. Além disso, há sempre a opção de escolher um modelo usado, em boas condições. 

Leia mais da categoria:

Mercado e tendências
4 min de leitura

Entrevista com Agrex do Brasil

Há 22 anos fazendo história no agronegócio brasileiro, a Agrex do Brasil fornece produtos e serviços adequados às necessidades do produtor rural, desde o planejamento até a colheita. A empresa, que já está presente em sete estados brasileiros, nasceu da […]

Leia na íntegra
Mercado e tendências
4 min de leitura

Entrevista com Blayne Reed

Blayne Reed, agente de extensão de manejo integrado de pragas, é formado em entomologia e agronomia pela Universidade Estadual de Tarleton (Tarleton State University), localizada no Texas, Estados Unidos. Reed é especializado em entomologia aplicada ao campo e colheita nas […]

Leia na íntegra

Biotecnologia: conheça 3 novidades para cana-de-açúcar

por Osania Ferreira Quando se fala em produtividade agrícola, levamos em conta dois fatores importantes: a genética e o ambiente de produção. Atualmente, o melhoramento de plantas é essencial para aumentar a produção global de alimentos em culturas como soja, […]

Leia na íntegra