3 técnicas para controle da MEIOSI na cana-de-açucar
3 técnicas para controle da MEIOSI na cana-de-açucar 3 técnicas para controle da MEIOSI na cana-de-açucar 3 técnicas para controle da MEIOSI na cana-de-açucar 3 técnicas para controle da MEIOSI na cana-de-açucar

3 técnicas para controle da MEIOSI na cana-de-açucar

4 min de leitura

Em busca de redução de custo e aumento de produtividade, produtores de cana-de-açúcar estão adotando um método de plantio que não é muito novo, mas está se tornando muito popular. A MEIOSI, ou  Método Inter Ocupacional Simultâneo, tem como principal […]

por Syngenta Digital
3 técnicas para controle da MEIOSI na cana-de-açucar Voltar
3 técnicas para controle da MEIOSI na cana-de-açucar
MEIOSI cana de acucar aereo

Em busca de redução de custo e aumento de produtividade, produtores de cana-de-açúcar estão adotando um método de plantio que não é muito novo, mas está se tornando muito popular. A MEIOSI, ou  Método Inter Ocupacional Simultâneo, tem como principal objetivo formar o viveiro de muda de cana-de-açúcar  dentro da própria área de renovação. Logo após a colheita, os agricultores preparam o terreno e plantam linhas de mudas pré-brotadas. São essas mudas que serão usadas para o replantio de toda a área.

Michel Fernandes, Gerente Agrícola da Usina Cerradão e diretor da MS Fernandes Consultoria Agrícola, afirma que o método tem muitas vantagens com relação ao plantio mecanizado: “o plantio mecanizado no Brasil tem a média de consumo de muda na casa de 16 toneladas por hectare, enquanto o gasto de mudas na MEIOSI é de aproximadamente 10 toneladas por hectare, o que gera uma economia de muda de 60%. Outro fator econômico é o transporte da muda, que não tem custo algum, já que a muda da MEIOSI está no local do plantio”, reforça

O especialista explica que a técnica funciona no plantio de duas linhas de cana. No mesmo terreno, um espaço é liberado para semear leguminosas, como soja e amendoim. Em seguida, são plantadas mais duas linhas de cana, com espaço determinado pela época em que o agricultor deseja plantar a MEIOSI.

MEIOSI cana de acucar

Crédito: Fotos aéreas da Cocamar, as térreas do Renato Quintino.

Intercalar culturas com o canavial, reduz custos e melhora a eficiência da reforma, além de ser uma alternativa ao plantio mecanizado.

Mas o produtor que decide adotar o método não deve se livrar de toda tecnologia. Existem ferramentas que podem auxiliar no controle das culturas compartilhadas, gerando uma produtividade ainda mais eficiente:

1- Análises via sensoriamento remoto

As imagens facilitam a apuração de problemas em lugares remotos. Assim, o produtor consegue identificar quais áreas estão mais degradadas, e também onde o solo já está saudável e já é possível adotar a técnica.

Além disso, após a aplicação do Método Inter Ocupacional, a análise via sensoriamento remoto permite acompanhar o desenvolvimento do canavial e das leguminosas de forma detalhada.

2- Monitoramento Integrado de Pragas

O primeiro passo para a MEIOSI é obter colmos de qualidade, vindos de cultivos livres de doença.  O sistema de Monitoramento Integrado De Pragas permite acompanhar as infestações na Muda Pré Brotada.

Por meio do monitoramento, o agricultor também pode analisar se os tratos culturais estão sendo suficientes na lavoura secundária, que intercala área com a cana. A cobertura da área com leguminosas aumenta a umidade do solo e protege o terreno contra erosão.

3- Software de gerenciamento

De acordo com Michel Fernandes, o custo da MEIOSI é cerca de 30% menor que o plantio mecanizado. Mas inserir um processo novo no campo, principalmente com mão de obra, exige do produtor organização e disciplina.

O Software de gerenciamento facilita a tomada de decisão do líder, uma vez que permite agrupar todas as atividades ligadas à nova técnica. Além disso, é possível mensurar custos e calcular gastos extras.

Leia também: Muda Pré-Brotada:o Oceano Azul Da Cana-De-Açúcar.  Acompanhe nossas redes sociais em FacebookInstagramLinkedIn e Youtube.

Leia mais da categoria:

Posts
4 min de leitura
percevejo verde na rocha

O guia dos percevejos: tudo sobre o principal inimigo da lavoura

O agronegócio no Brasil é marcado pela agricultura intensiva, as monoculturas, e as plantações em áreas extensas. Nesse cenário, os produtores lidam com problemas agrícolas relacionados ao controle de pragas todos os dias. Na soja, os percevejos assumem o papel principal.   Considerados como alguns dos principais agressores da cultura, os percevejos se […]

Leia na íntegra
Posts
4 min de leitura
nuvem de gafanhoto

Digital ajuda a monitorar nuvem de gafanhotos

A nuvem de gafanhotos que já destruiu lavouras pela Argentina está perdendo força. O enxame de cerca de 40 milhões de insetos foi encontrado pelo Serviço Nacional de Saúde e Qualidade Agroalimentar (Senasa) do país e atingido por aplicações aéreas de defensivos.  A praga se encontra próxima da fronteira com Brasil e […]

Leia na íntegra
Especial Posts
4 min de leitura

3 dicas de agricultura digital para aumentar a produtividade agrícola

As tecnologias trazer um universo de benefícios para o campo, em todas as fases da safra. Mas é na produtividade agrícola que está a atenção do produtor ao fim do dia. Para ter sucesso no agronegócio – assim como em […]

Leia na íntegra