Conheça as plantas invasoras que podem prejudicar a lavoura
Conheça as plantas invasoras que podem prejudicar a lavoura Conheça as plantas invasoras que podem prejudicar a lavoura Conheça as plantas invasoras que podem prejudicar a lavoura Conheça as plantas invasoras que podem prejudicar a lavoura

Conheça as plantas invasoras que podem prejudicar a lavoura

4 min de leitura

As plantas que crescem espontaneamente na lavoura e concorrem por água, luz e nutrientes com a planta cultivada devem ter sua população controlada. Têm sido denominadas invasoras, daninhas, etc. Em nosso artigo, escolhemos o termo concorrentes para designá-las. Para a […]

por Syngenta Digital
Conheça as plantas invasoras que podem prejudicar a lavoura Voltar
Conheça as plantas invasoras que podem prejudicar a lavoura
Produzindo mais - Plantas invasoras

As plantas que crescem espontaneamente na lavoura e concorrem por água, luz e nutrientes com a planta cultivada devem ter sua população controlada. Têm sido denominadas invasoras, daninhas, etc. Em nosso artigo, escolhemos o termo concorrentes para designá-las.

Para a soja, existem variedades de soja transgênica resistentes ao herbicida glifosato (RR)  e novos materiais já apresentam tolerância à outros herbicidas, para que ocorra a diversificação de princípios ativos no controle das plantas concorrentes e não haja desenvolvimento de resistência aos compostos químicos, como aconteceu com a buva e o capim amargoso.

O projeto, coordenado pela Embrapa junto com a multinacional BASF, criou a primeira soja transgênica do país capaz de controlar a buva e o amargoso, as concorrentes mais problemáticas para a cultura. A Cultivance apresenta resistência aos herbicidas do grupo das imidazolinonas. 

Contudo, quando não se utilizam as cultivares resistentes aos herbicidas, são necessários conhecimentos da biologia das plantas daninhas, visando garantir o seu controle. No presente artigo abordaremos a biologia das plantas concorrentes e no próximo o manejo integrado para controla-las.

Biologia das plantas concorrentes

O controle das plantas concorrentes origina da antiguidade, quando, em conjunto com nossas plantas cultivadas, apareciam em estado silvestre. A domesticação e o melhoramento das plantas cultivadas resultaram em perda de agressividade para competir com as plantas concorrentes.

A grande habilidade das plantas concorrentes em relação às cultivadas advém, principalmente, de sua alta agressividade competitiva e de sua grande produção, dispersão e longevidade de sementes.

A sua competitividade por água, luz e nutrientes resulta em conteúdo médio de nutrientes cerca de duas a três vezes mais para N, P e K, oito vezes mais para Ca e quatro vezes mais para Mg, quando comparadas às plantas cultivadas.

Enquanto as plantas cultivadas ficam na casa de dezenas a centenas de sementes por planta, um único exemplar concorrente chega a produzir de dezenas a centenas de milhares de sementes.

Suas sementes possuem, ainda, estruturas adaptativas que lhes permitem serem disseminadas pelo vento (dente-de-leão – Taraxacum officinale e serralha – Sonchus oleraceus), pela água (lingua-de-vaca – Rumex crispus), por aderência aos pelos de animais ou à roupa do trabalhador (capim carrapicho – Cenchrus echinatus, picão preto Bidens pilosa), etc. A maior parte das sementes destas plantas não germina logo após a sua maturação, vindo a fazê-la muito tempo mais tarde, dado ao mecanismo de dormência temporária.

Todas estas adaptações são coerentes com a teoria da origem das espécies, pela qual a vantagem adaptativa ao meio é o critério de sobrevivência.

Por Marihus Altoé Baldotto  – Professor da Universidade Federal de Viçosa

Leia outros artigos da série produzindo mais aqui.   Acompanhe nossas redes sociais em FacebookInstagramLinkedIn e Youtube.

Leia mais da categoria:

Especial Mercado e tendências
4 min de leitura
mulheres analisando dados

Mulheres no Agro: Superando as desigualdades

Hoje é dia de falar sobre as Mulheres da Agronomia. E para fazer isso com propriedade, fiz um estudo mais aprofundado sobre elas, que estão diariamente participando ativamente do nosso agro brasileiro. Mas antes quero fazer uma observação: pessoalmente, sempre […]

Leia na íntegra

5 formas de controle das plantas daninhas

Em nosso último artigo falamos sobre as plantas daninhas, ou concorrentes, que atacam também as lavouras de café. Cada cultura tolera conviver com determinada população de plantas concorrentes sem que um nível de dano econômico seja atingido. A partir deste […]

Leia na íntegra
Especial Solos Posts
4 min de leitura
Produtividade em solos tropicais

O preparo profundo do solo como alternativa para aumentar a produtividade

Por Marihus Altoé Baldotto Nos últimos anos – nos quais a seca foi intensa e extensa, o preparo profundo do solo vem sendo abordado como uma alternativa para aumentar a produtividade agrícola. Sendo uma técnica que propõe a resolução de […]

Leia na íntegra