Desafios da capacitação para adoção de tecnologias no campo
Desafios da capacitação para adoção de tecnologias no campo Desafios da capacitação para adoção de tecnologias no campo Desafios da capacitação para adoção de tecnologias no campo Desafios da capacitação para adoção de tecnologias no campo

Desafios da capacitação para adoção de tecnologias no campo

4 min de leitura

Por Adalberto Bião O aumento da produtividade através da quebra de paradigmas, sempre foi uma marca do DNA da agricultura brasileira. Sabemos que, atualmente, temos apenas cerca de 7% do território nacional sendo usado pela agricultura e esse panorama não […]

por Syngenta Digital
Desafios da capacitação para adoção de tecnologias no campo Voltar
Desafios da capacitação para adoção de tecnologias no campo

Por Adalberto Bião

O aumento da produtividade através da quebra de paradigmas, sempre foi uma marca do DNA da agricultura brasileira. Sabemos que, atualmente, temos apenas cerca de 7% do território nacional sendo usado pela agricultura e esse panorama não irá aumentar na mesma proporção da demanda de alimentos no mundo. Na mesma área cultivada, o produtor rural deverá se reinventar a cada safra para aumentar a sua produtividade. Um dos caminhos é a redução das perdas e aumento da performance por talhão, através da adoção de novas tecnologias.

O relatório da Embrapa denominado “O futuro do Desenvolvimento Tecnológico da Agricultura Brasileira”, afirma que “na agricultura, as novas tecnologias vão estimular novas vertentes de agregação de valor e de fabricação, com grandes possibilidades de aumento de competitividade do setor agroindustrial”. Esse é um caminho sem volta pois, a utilização de tecnologia sustenta o aumento de produtividade.

Diante deste cenário, os produtores precisam fazer uma importante reflexão: somente a aquisição de tecnologia não fará o trabalho sozinha. Um importante elemento precisa acompanhar essa evolução: o trabalhador. Surge então um novo paradigma para ser superado pelo agricultor: o da educação corporativa. O produtor precisa adequar e aplicar melhorias contínuas nos processos de integração da cadeia, que envolve a relação entre o trabalhador, tecnologia e a sua tarefa de produção. Para sustentar esse crescimento do agronegócio as
“empresas rurais” precisam profissionalizar a sua gestão, viabilizando o seu crescimento organizacional e econômico.

Em pesquisa realizada em 2016, organizada pela Associação Brasileira de Treinamento e Desenvolvimento (ABTD) com o apoio da Association for Talent Development (ATD), o valor investido em média por trabalhador pelas grandes empresas no Brasil é de US$ 164,00, enquanto uma empresa nos EUA investe US$ 1.208,00. Segundo dados da The Conference Board, órgão de pesquisa americano, em média a produtividade de um profissional americano equivale ao trabalho de 5 profissionais brasileiros. Deixo a seguinte reflexão: trabalhamos muito ou estamos trabalhando errado?

Está na hora das empresas brasileiras do agronegócio planejarem cronogramas de treinamentos em períodos de entressafras e estimularem o colaborador a se qualificar, para além de formar e reter esse talento, também impactar na produtividade. Essa fórmula já é seguida por grandes grupos econômicos, que consequentemente são os líderes de mercado, pois eles já sabem que o maior patrimônio de uma empresa é o capital humano.

Adalberto Bião é Docente do Grupo Kroton, cofundador do Grupo AgroGente e proprietário da empresa de consultoria InteraGente.

Leia mais da categoria:

Fazendas digitais custam menos e valem mais

AgTech quebra a barreira de adoção no Brasil

Por Luiz Tângari Tecnologia de informação no agronegócio deixou de ser um modismo (uma ideia) e já se tornou parte da realidade diária dos produtores em todo o Brasil. A tendência de empresas trazerem ferramentas de inovação digital para a agricultura […]

Leia na íntegra
Tecnologia no agro
4 min de leitura
Tecnologia agrícola

Tecnologia e inovação: Você sabe qual a diferença entre GPS, rastreador e sistema de monitoramento de frotas?

Existe uma série de equipamentos disponíveis no mercado para quem procura por monitoramento de máquinas agrícolas. Embora as soluções sejam bem parecidas na teoria, na prática não é bem assim. Por isso, produtores que pensam em investir nessa área precisam […]

Leia na íntegra
Tecnologia no agro
4 min de leitura

Desbravando a Inteligência artificial

Não é de hoje que se fala em Inteligência Artificial (IA). O conceito, aliás, nasceu muito antes: em 1956, o pesquisador John McCarthy criou o termo já pensando nas “máquinas inteligentes” que viriam no futuro. Naquele momento, a grande novidade […]

Leia na íntegra