AMAGGI: Cinco características que fizeram a empresa expandir - Syngenta Digital
AMAGGI: Cinco características que fizeram a empresa expandir - Syngenta Digital AMAGGI: Cinco características que fizeram a empresa expandir - Syngenta Digital AMAGGI: Cinco características que fizeram a empresa expandir - Syngenta Digital AMAGGI: Cinco características que fizeram a empresa expandir - Syngenta Digital

AMAGGI: Cinco características que fizeram a empresa expandir

4 min de leitura

Quarenta e dois anos atrás. Foi quando começou a história da holding Amaggi, que em 2018 registrou lucro líquido de R$ 804,8 milhões, segundo o Diário Oficial do Estado de Mato Grosso. Consolidada como a 39ª empresa entre as 500 […]

por Syngenta Digital
AMAGGI: Cinco características que fizeram a empresa expandir - Syngenta Digital Voltar
AMAGGI: Cinco características que fizeram a empresa expandir - Syngenta Digital

Quarenta e dois anos atrás. Foi quando começou a história da holding Amaggi, que em 2018 registrou lucro líquido de R$ 804,8 milhões, segundo o Diário Oficial do Estado de Mato Grosso. Consolidada como a 39ª empresa entre as 500 maiores de vendas do Brasil (e subindo!), a companhia foi iniciada em São Miguel do Iguaçu (PR), com a Sementes Maggi, fundada por André Maggi, sua esposa, Lucia Maggi, e o filho, Blairo Maggi.

Mas, como um investimento familiar iniciado no interior do Paraná conta hoje com atuação internacional, lucro tão alto e escritórios em países como Holanda, Suíça e Argentina? O caminho da Amaggi, sem dúvidas, é impressionante, e reflete bem como atingir o sucesso por etapas. Ações realizadas pelo grupo podem servir como exemplo para novos produtores que buscam, assim como o patriarca da marca, André Maggi, expandir e prosperar através da agricultura.

1. Não ter medo de arriscar

Em 1979, a Sementes Maggi adquire sua primeira propriedade em Mato Grosso. Na Fazenda SM1, em Itiquira, foi dado início ao contínuo e consistente processo de evolução das atividades da empresa.

Em 1984, a Amaggi muda sua sede para Rondonópolis (MT) e se ramifica em outros setores, passando a atuar também no segmento de energia. Atualmente, a empresa possui quatro companhias: AMAGGI Commodities, AMAGGI Agro, AMAGGI Navegação e AMAGGI Energia. 

2. Atuar em outros setores do mercado

Em quarenta anos de mercado, além de sementes, a empresa se moldou também nas áreas de trading, transporte fluvial, beneficiamento de soja, geração de energia e na área financeira. Todos são, de alguma forma, ligados ao mercado agro e influenciam e/ou auxiliam a produção de alguma forma. 

Na AMAGGI AGRO, é produzido soja, milho e algodão em grande escala, gerando mais de 1,1 milhão de toneladas de grãos e fibras produzidos em aproximadamente 280 mil hectares. 

Na AMAGGI COMMODITIES, é realizado a compra e venda de grãos (soja e milho), e também a importação e comercialização de insumos agrícolas.

Já na AMAGGI Logística e Operações, é realizado o controle de operações de navegação. É onde a empresa administra o Corredor Noroeste de Exportação, formado pelos rios Madeira e Amazonas, onde são escoados os grãos das regiões noroeste de Mato Grosso e sul de Rondônia. 

Com potência instalada de aproximadamente 70MW, a AMAGGI ENERGIA é responsável por administrar cinco pequenas centrais hidrelétricas (PCHs), localizadas no estado do Mato Grosso.

3. Vislumbrar outros países

Em 2009, a Amaggi inaugura um escritório em Roterdã, a segunda maior e mais importante cidade da Holanda. No ano seguinte, adquire 51% das ações da norueguesa Denofa que opera no processamento de soja, e assim, amplia sua presença na Europa. Em 2014, acontece a abertura do escritório comercial em Lausanne, na Suíça, e aquisição de 100% da Denofa S.A pela AMAGGI. 

4. Produção com sustentabilidade

Desde quando investiu na produção agrícola, a AMAGGI manteve um posicionamento bem refletido sobre práticas sustentáveis e cuidado com a natureza. Em 2009, a empresa adotou as diretrizes da Global Reporting Initiative (CRI) para o relato da sustentabilidade, e no ano seguinte, renovação a ampliação do escopo da certificação ambiental ISO 14001. 

Em 2012, ela se consolidou como a primeira empresa brasileira com certificação da International Sustainability & Carbon Certification (ISCC) – Energias Renováveis / Biomassa. Nos anos seguintes, recebeu diversas certificações e em 2014, foi destaque no Guia Exame de Sustentabilidade e o presidente da companhia discursou no Global Compact Leaders Summit.

Além disso, a empresa criou em 2016 a Amaggi Responsible Soy, para produtores rurais parceiros que se adequem à padrões de produção sustentável em suas fazendas. No ano seguinte, foi elaborado o Posicionamento Global de Sustentabilidade da companhia. 

5. Implementação de tecnologia

A AMAGGI sabe que para produzir mais e manter a qualidade da fazenda, é necessário investir também em tecnologia. Por isso, a empresa investe na chamada Agricultura de Precisão (AP), técnicas e metodologias que visam aperfeiçoar o manejo das culturas e potencializar áreas produtivas.

Tais tecnologias regulam também a utilização dos insumos agrícolas, permitindo o uso racional de corretivos, fertilizantes e de defensivos agrícolas, reduzindo assim progressivamente os impactos ao meio ambiente.


Conhecendo bem a história da AMAGGI e sabendo como ela pode ser inspiração para diversos produtores, convidamos Pedro valente, diretor agrícola da empresa, para ser palestrante do Strider* Day 2019, que acontece nos dias 01 e 02 de agosto, em São Paulo.

Sendo um marco no calendário do agro, o evento vem abordando os temas GESTÃO e TECNOLOGIA, e traz grandes nomes do mercados para compartilhar cases e técnicas de como ter uma produção bem estruturada, envolvendo uma boa gestão na produção.


Ingressos Strider Day 2019

* A Strider agora é Syngenta Digital. A agtech mineira foi adquirida pela Syngenta em 2018, e a fusão foi concluída dois anos depois. A Syngenta Digital é parceira de milhares de produtores agrícolas pelo mundo por meio de tecnologias de gestão e tomada de decisão. 

Leia mais da categoria:

Cases Destaques
2 min de leitura

Agricultura Digital é um diferencial para consultores

A agricultura digital tem sido um dos diferenciais da revenda Agrus, em Lucas do Rio Verde, Mato Grosso, para uma consultoria ainda mais personalizada e próxima dos produtores. Através do Programa Controle Certo, da Syngenta Digital, a Agrus oferece aos […]

Leia na íntegra
Cases
4 min de leitura

Jornada de Sucesso – Famiglia Ferrero

Em mais um capítulo da série #JornadadeSucesso, contamos a bela história do Grupo Famiglia Ferrero desde 1910 até os dias de hoje, onde os milhares de hectares das fazendas já somam mais de 10 milhões de pés de café. Confira […]

Leia na íntegra
Cases
4 min de leitura
Jornada de sucesso - Episódio 4

Agrícola Felcar – Jornada de Sucesso

Em mais um capítulo da série Jornada de Sucesso, Renato Neira Felcar, Agrônomo e Gerente da Agrícola Felcar, conta sua trajetória e satisfação em trabalhar na empresa da família e como a gestão foi revolucionada por meio da adoção de […]

Leia na íntegra