As variedades do café e seus benefícios para cada produtor
As variedades do café e seus benefícios para cada produtor As variedades do café e seus benefícios para cada produtor As variedades do café e seus benefícios para cada produtor As variedades do café e seus benefícios para cada produtor

As variedades do café e seus benefícios para cada produtor

4 min de leitura

Como vimos no primeiro artigo desta nova série especial, a história do café no Brasil começou em 1792, por meio da espécie Coffea arábica, pela cultivar Nacional. Depois, foram introduzidas as variedades Bourbon Vermelho e Sumatra, em 1859 e 1896. […]

por Syngenta Digital
As variedades do café e seus benefícios para cada produtor Voltar
As variedades do café e seus benefícios para cada produtor
Produzindo mais nos cafezais

Como vimos no primeiro artigo desta nova série especial, a história do café no Brasil começou em 1792, por meio da espécie Coffea arábica, pela cultivar Nacional. Depois, foram introduzidas as variedades Bourbon Vermelho e Sumatra, em 1859 e 1896.

Somente no século XX houve ampliação dos trabalhos de melhoramento, que se iniciaram com a seleção de genótipos, tais como, Amarelo de Botucatu, Maragogipe, Bourbon Amarelo e Caturra. Esta última, de porte baixo, selecionada na Serra do Caparaó.

A cultivar Caturra foi intensamente aplicada em programas de melhoramento, já que seu porte baixo facilitaria muito o manejo, especialmente a colheita. Juntamente com a variedade Mundo Novo (Sumatra x Bourbon Vermelho), já planejada para adaptar-se às diferentes regiões do Brasil, deu origem ao café Catuaí (Caturra x Mundo Novo).

A cultivar Catuaí uniu a rusticidade e adaptabilidade da variedade Mundo Novo com o porte baixo da Caturra. Apresentou as variações de café vermelho e amarelo. A partir delas, os esforços concentraram-se na introdução de genes de resistência às adversidades como a doença ferrugem e a seca.

EM BUSCA DE MELHORES CULTIVARES 

Cada região/estado possui um programa de melhoramento para buscar cultivares que se destaquem nas suas peculiaridades e objetivos. Em Minas Gerais, por exemplo, as variedades Rubi e Topázio promoveram mudanças positivas na cafeicultura do cerrado.

Dentre as buscas por características agronômicas, permanece a de resistência à ferrugem, doença muito grave da cafeicultura. Atualmente, com o genoma mapeado e os marcadores moleculares, o avanço para inserção de novas características tem acontecido de forma rápida.

Sem dúvidas, a disponibilidade hídrica, as mudanças climáticas, o impacto da finitude dos recursos naturais não renováveis nos principais insumos, a exigência do consumidor por qualidade e sustentabilidade, entre outros aspectos, nos impulsiona para novas formas de pensar o processo produtivo do café, por meio de ciência e tecnologia, para garantir oferta em sintonia com tão exigente demanda.

Na próxima semana daremos continuidade aos nossos diálogos sobre cafeicultura. Até lá!

Por Marihus Altoé Baldotto  – Professor da Universidade Federal de Viçosa

Leia outros artigos da série produzindo mais aqui.   Acompanhe nossas redes sociais em FacebookInstagramLinkedIn e Youtube.

 

Leia mais da categoria:

Produzindo mais - Proteção dos cafezais

Manejo de pragas nos cafezais: conheça as principais estratégias para o controle

Atualmente, não existe uma solução única para o controle de pragas e doenças. A melhor solução está na integração de diferentes estratégias de manejo, incluindo medidas de controle preventivo, cultural, físico, biológico – e por último, o uso de agrotóxicos. […]

Leia na íntegra

5 formas de controle das plantas daninhas

Em nosso último artigo falamos sobre as plantas daninhas, ou concorrentes, que atacam também as lavouras de café. Cada cultura tolera conviver com determinada população de plantas concorrentes sem que um nível de dano econômico seja atingido. A partir deste […]

Leia na íntegra
Especial Produzindo Mais
4 min de leitura
Soja no produzindo+

Pós-colheita: último passo para um cultivo de sucesso

No artigo anterior, observamos que a boa colheita da soja coroará todos os esforços realizados durante o cultivo. Portanto, a colheita envolve uma série de recomendações técnicas necessárias e determinantes, desde o planejamento da lavoura. Neste texto, que finaliza apenas […]

Leia na íntegra