Etapas para produção de um café de qualidade
Etapas para produção de um café de qualidade Etapas para produção de um café de qualidade Etapas para produção de um café de qualidade Etapas para produção de um café de qualidade

Etapas para produção de um café de qualidade

4 min de leitura

Quando se deseja produzir café dentro dos padrões de qualidade, em primeiro lugar, deve-se avaliar o clima  – temperatura, deficit hídrico, geadas, etc. Quando ele é analisado em conjunto com os atributos de solo, gera o conhecimento das condições edafoclimáticas, […]

por Syngenta Digital
Etapas para produção de um café de qualidade Voltar
Etapas para produção de um café de qualidade
Cafézinho no Produzindo+

Quando se deseja produzir café dentro dos padrões de qualidade, em primeiro lugar, deve-se avaliar o clima  – temperatura, deficit hídrico, geadas, etc. Quando ele é analisado em conjunto com os atributos de solo, gera o conhecimento das condições edafoclimáticas, configurando o terroir da região produtora.

A escolha adequada de mudas e sementes também é fundamental! Mudas certificadas, aclimatadas, com quatro a seis pares de folhas, preparadas com boas práticas, serão a base de uma lavoura produtiva e longeva.

Qualidade e o  mercado consumidor

Qualidade é mais importante que quantidade, pois o valor agregado é superior. O consumidor do terceiro milênio é adepto do preço justo, valoriza a saúde e a dignidade humana dos agricultores.

Não se pode pensar em café de qualidade sem o tripé básico: qualidade nutricional (sabor, aroma, aparência), isenção de resíduos tóxicos e sistema de produção que conserve os serviços ecossistêmicos (produção de água, ar, diversidade, etc).

Dentro dessa ótica, a produção agroecológica (reintegrando as florestas!) deverá ser o sistema capaz de atender ao mercado mais refinado de café em todos esses aspectos simultaneamente, sem prejuízo a outros sistemas que também sejam capazes de fazê-lo.

Cafés que são produzidos de forma mais artesanal, remetem aos vinhos no processo produtivo. Portanto, não é difícil vislumbrar para a produção de café todo o conjunto de situações que ocorrem também  para a vinicultura. Assim como no processo produtivo dos vinho, grupos de produtores podem colaborar e compartilhar boas práticas, alcançando e permanecendo em mercados consumidores, exigentes em cafés de qualidade e, juntos, também atendendo-os em quantidade.

Em breve, mais um artigo mais um artigo da Série Especial Produzindo Mais Café.

Até lá!

Por Marihus Altoé Baldotto  – Professor da Universidade Federal de Viçosa

Leia mais da categoria:

aplicacao defensivo plantacao

4 maneiras de controlar pragas e doenças

Nos artigos anteriores, tratamos do tema biologia e controle de plantas concorrentes. Neles, demos continuidade ao conceito de Manejo Integrado, aplicado também por nós à Fertilidade do Solo. Neste texto, apresentaremos os fundamentos para o Manejo Fitossanitário, ou seja,  vamos […]

Leia na íntegra
Produzindo mais - Proteção dos cafezais

Manejo de pragas nos cafezais: conheça as principais estratégias para o controle

Atualmente, não existe uma solução única para o controle de pragas e doenças. A melhor solução está na integração de diferentes estratégias de manejo, incluindo medidas de controle preventivo, cultural, físico, biológico – e por último, o uso de agrotóxicos. […]

Leia na íntegra
Especial Solos
4 min de leitura
terra preparada

Soja: preparo do solo e manejo da cultura

Após realizada a análise do solo, é importante aplicar calcário para elevar a saturação por bases a 50 a 60%, em função da variedade. O produtor deve ficar atento, pois a ciência mostra que a soja responde à relação Ca: Mg ampla, […]

Leia na íntegra