Compra de peças agrícolas: conheça as 3 melhores práticas - Syngenta Digital Compra de peças agrícolas: conheça as 3 melhores práticas - Syngenta Digital
Compra de peças agrícolas: conheça as 3 melhores práticas - Syngenta Digital
Compra de peças agrícolas: conheça as 3 melhores práticas - Syngenta Digital Compra de peças agrícolas: conheça as 3 melhores práticas - Syngenta Digital Compra de peças agrícolas: conheça as 3 melhores práticas - Syngenta Digital Compra de peças agrícolas: conheça as 3 melhores práticas - Syngenta Digital

Compra de peças agrícolas: conheça as 3 melhores práticas

4 min de leitura

Imagine o agricultor em plena época de colheita e sua colheitadeira quebra, atrasando toda sua operação. E no plantio, se o seu trator também para e há pouco tempo para concluir essa atividade. Quando você mais precisa das máquinas agrícolas, elas […]

por Syngenta Digital
Compra de peças agrícolas: conheça as 3 melhores práticas - Syngenta Digital Voltar
Compra de peças agrícolas: conheça as 3 melhores práticas - Syngenta Digital

Imagine o agricultor em plena época de colheita e sua colheitadeira quebra, atrasando toda sua operação. E no plantio, se o seu trator também para e há pouco tempo para concluir essa atividade. Quando você mais precisa das máquinas agrícolas, elas não podem te deixar na mão. E não há como prever o que vai quebrar. Para isso, é importante ter uma boa rede de fornecedores que vai além daqueles que estão em sua cidade.

No processo tradicional de compra de peças agrícolas, o produtor rural (ou seu comprador) faz contato com os fornecedores regionais com quem tem mais relacionamento, sejam concessionárias ou distribuidores, e vê a disponibilidade dos itens. Depois, faz um orçamento e compra. Mas será que está tendo o melhor prazo de entrega e está comprando pelo melhor preço? Muitas vezes, não!

É possível melhorar essa prática, gastando menos tempo no processo de cotação e decidindo com base em mais informação. Tudo isso é possível com a adoção de tecnologia de uma forma simples de usar. Aqui apresentamos 3 formas para que isso aconteça:

Aumentar a base de fornecedores

Para melhorar a eficiência na entrega de peças agrícolas é importante buscar mais e mais fornecedores especializados. Quanto maior for a pesquisa, mais chance de encontrar a peça, de reduzir o tempo de entrega e de conseguir um preço melhor.

Se é preciso comprar uma mola de uma pulverizador Massey Ferguson, por exemplo, geralmente o agricultor irá na concessionária mais próxima, certo? E por que não cotar com várias outras concessionárias da marca, mesmo de outras regiões ou estado? E se a concessionária da cidade não tiver disponibilidade da peça? É preciso esperar ou é possível procurar em outro lugar? Mesmo tendo disponibilidade, será que sempre terá o melhor preço?

São essas as perguntas que o agricultor terá de fazer constantemente, pois, se pagar um pouco mais aqui e ali, no final do ano estará perdendo uma boa quantia de dinheiro. Mas o processo de orçamento toma tempo que o agricultor nem sempre tem. Aí vem a próxima prática.

Profissionalizar o processo de compras

É possível pesquisar com vários fornecedores e buscar diversas ofertas sem gastar mais tempo. Ou melhor, com menos tempo dedicado a isso. Como? Buscando empresas especializadas a um custo baixíssimo! Quando  compramos algum produto para nossas casas, podemos ir ao Google, Buscapé ou Mercado Livre e ver as ofertas e os melhores preços.

Mas, fazer isso com peças agrícolas é mais complicado, pois essas ferramentas trazem diversos outros itens relacionados que não são exatamente o que você está procurando, e poluem seus resultados. Desse modo, o trabalho é grande para fazer o filtro peça a peça.

Contudo, em empresas especializadas, como plataforma de compras na internet, é possível montar sua requisição em poucos minutos e, em apenas um clique, enviar para centenas de fornecedores responderem sua cotação. Depois, é só esperar algumas horas e você terá as melhores ofertas.

Comparar as mesmas informações

Outro problema quando se busca diversos fornecedores é a falta de informação alinhada entre eles. Por exemplo, o código e descrição de um disco de uma plantadeira Tatu Marchesan pode ser um em determinada revenda agrícola e outro em um distribuidor.

Além disso, o preço unitário informado por uma concessionária pode ter todos impostos inclusos e em outra não. Ou, ainda, o frete incluído ou não. Imagine em um pedido com vários itens ter que fazer essa comparação um a um. Isso tomará muito tempo.

Seguindo o exemplo acima, quando se procura uma empresa especializada, todo esse trabalho ficará por conta dela e o produtor rural receberá tudo sintetizado, tendo o trabalho de apenas analisar e decidir aquilo que interessa comprar. Muito fácil, não é?

Por isso, para melhorar suas práticas de compras de peças agrícolas, profissionalize seu processo de busca em empresas especializadas que consultam uma ampla base de fornecedores e fazem os comparativos corretos. O resultado é surpreendente! E o ganho para o agricultor é nítido: menos tempo com máquina parada, com menor esforço e ainda pagando menos.

Quer saber mais sobre mercado de peças agrícolas? Acompanhe o blog PangeaParts e as páginas nas redes sociais: Facebook e Instagram.

Leia também: Agricultura 4.0: revolução tecnológica no campoAcompanhe nossas redes sociais em FacebookInstagramLinkedIn e Youtube.

Leia mais da categoria:

Posts
4 min de leitura

4 mitos sobre a calagem que ainda confundem produtores

A calagem é fundamental para os solos naturalmente ácidos, que é uma característica dos solos tropicais. Mas apesar de ser uma prática corriqueira para os produtores rurais, alguns agricultores não têm obtido o retorno esperado quando o assunto é calagem. […]

Leia na íntegra
Posts
4 min de leitura

Agrotuber Digital: rotina de consultores é tema de vlog

O agro acompanha o Jefferson desde a infância, quando tinha o costume de apreciar a paisagem da lavoura com o pai. Com a agrotuber Mariana também é assim. Filha de pecuaristas, sempre esteve perto do campo. Já a Camila caiu […]

Leia na íntegra
Posts
4 min de leitura
Vantagens da aviação agrícola. Foto: Castor Becker Júnior/Sindag

Aviação agrícola é mesmo vantajosa?

As novas tecnologias de pulverização aérea, como o DGPS (Sistema de Posicionamento Global Diferencial), que hoje equipa todos os mais de 2000 aviões agrícolas que operam no Brasil, foram desenvolvidas para aumentar a precisão das aplicações. Outras, como a Certificação […]

Leia na íntegra