Colheita de Milho. Você sabe qual é o melhor momento para realizá-la?
Colheita de Milho. Você sabe qual é o melhor momento para realizá-la? Colheita de Milho. Você sabe qual é o melhor momento para realizá-la? Colheita de Milho. Você sabe qual é o melhor momento para realizá-la? Colheita de Milho. Você sabe qual é o melhor momento para realizá-la?

Colheita de Milho. Você sabe qual é o melhor momento para realizá-la?

4 min de leitura

O milho é um grão que tem muitas especificidades. Umidade, linha de leite e até a folhagem são alguns dos fatores que precisam ser levados em conta. Neste artigo, descubra qual o momento ideal para iniciar a colheita de milho. Confira!  Entenda sobre a umidade do […]

por Luisa Torres
21 de julho de 2021
Colheita de Milho. Você sabe qual é o melhor momento para realizá-la? Voltar
Colheita de Milho. Você sabe qual é o melhor momento para realizá-la?
colheita de milho

milho é um grão que tem muitas especificidades. Umidade, linha de leite e até a folhagem são alguns dos fatores que precisam ser levados em conta. Neste artigo, descubra qual o momento ideal para iniciar a colheita de milho. Confira! 

Milho sendo colhido no milharal
Uma colheita inadequada pode ocasionar em perda dos grãos

Entenda sobre a umidade do milho  

A colheita de uma cultura como a do milho é um processo que exige cuidado. Caso ela seja realizada de maneira inadequada, ela pode ocasionar em perdas dos grãos. Logo, ter um planejamento evita que os grãos sequem no campo ou sejam expostos a condições climáticas não desejadas, como chuvas em excesso. 

 
De maneira geral, quando os grãos apresentam de 18% a 25% de umidade, eles já podem ser colhidos. No entanto, toda a colheita com esses níveis deve ser submetida a secagem artificial, a fim de garantir um armazenamento adequado e seguro. 

É importante ressaltar que a alta umidade dos grãos representa uma dificuldade ao debulhamento. Claro, se você não tem tecnologias disponíveis para a secagem e for armazenar o produto debulhado e ensacado ou debulhado e a granel, o ideal é colher o grão com uma umidade em torno de 14%. 

Saiba qual o ponto de maturidade fisiológica do milho 

Antes de pensar em colher o milho é preciso checar a umidade do grão. Por isso, o produtor deve focar na movimentação da linha do leite. Essa linha é uma zona de separação entre a porção branca e pastosa, que fica próxima ao sabugo e a porção sólida do amido, localizada na extremidade do grão. Lembrando que o milho passa por um processo em que ele seca da base em direção ao sabugo.  

 A camada de amido surge após a formação do dente, como uma divisão da outra parte. O amido acumulado é rígido acima da linha, mas bem macio ou mesmo pastoso na parte inferior da linha do leite. Com a maturação, o que acontece é que a parte endurecida vai avançando. 

Quando o milho se encontra com a maior parte em matéria sólida é hora de colhê-lo. Mas como saber? Algumas metodologias são bastante eficientes. É o caso de equipamentos que utilizam micro-ondas. Há também o método de Koster que mede, em questão de minutos, a umidade da planta. 

 No entanto, caso não seja possível utilizar esse tipo de metodologia, o caminho mais prático é colher algumas espigas da lavoura e quebrá-las ao meio, a fim de checar se a porção posterior do grão está com uma camada dura maior que em relação à linha do leite. Conforme ela desce para a base da espiga e se estiver com um ponto preto, o milho atingiu a maturidade fisiológica e estaria, teoricamente, pronto para ser colhido, ou seja, com maior volume de matéria seca, mas ainda com uma umidade alta.

Observe a folhagem  

Observar a planta é uma tarefa importante que você deve fazer a fim de identificar o desenvolvimento do milharal. A maturidade fisiológica da planta é que o indica que o ponto de colheita poderá ser realizado em breve, visto que os grãos estão quase prontos. 

Quando a folhagem apresenta uma coloração amarelada, significa que a lavoura está chegando ao final do seu ciclo. No entanto, isso não é uma regra, dependendo de algumas características que fazem parte da planta, mesmo em seu final, ela poderá apresentar folhas verdes. Logo, vale a pena ficar atento a outros fatores, como os destacados, para se certificar de colher o milho no momento certo. 

Milharal da fazenda
A coloração amarela da folhagem do milho é um dos indicadores de que a lavoura está chegando ao final do seu ciclo.

Saiba qual a finalidade do grão antes da colheita de milho

O grão de milho é usado para diferentes finalidades, da alimentação do gado na pecuária à produção de insumos para consumo humano. Por exemplo, o processo de silagem é fundamental quando se trata de produção da ração para bovinos. E o que isso significa?  

Na silagem, a colheita do milho deve ser realizada quando o “dente” do grão começa a aparecer na parte superior do grão. Ou seja, a matéria seca representa de 33% a 37% da composição do grão. Nesse caso, o ponto do grão precisa ser um farináceo, ou seja, ao pressioná-lo, a ideia é que ele apenas umedeça os dedos, sem soltar um leite, nesse último caso, ele ainda não está no ponto. 

Bônus: Para uma boa colheita de milho, mantenha os cuidados com a plantação!

Tão importante quanto saber quando colher o milho é entender quais as tarefas necessárias para que a plantação cresça de maneira saudável e produza um grão de qualidade para a finalidade a qual ele foi cultivado. A alta umidade do local é prejudicial à qualidade da cultura.  

Além de interferir na produtividade, a umidade alta é também a causa do surgimento de doenças e proliferação de determinadas pragas nas plantas e nos grãos será mais provável. Sem contar que isso pode levar também a problemas no maquinário que realiza a colheita. Por essa razão, é importante ter um cuidado maior com esse fator e acompanhar toda a safra, do plantio à colheita para evitar o problema.  

Outro cuidado é com relação ao processo de secagem. Nem sempre o milho está pronto para ir diretamente para os compradores e precisa passar por um processo que reduza a umidade do grão. Mas para isso é preciso usar procedimentos corretos.  

Fatores como velocidade e tempo de secagem dependerão de pontos como tamanho dos grãos, umidade existente, o sistema de secagem utilizado, teor de água inicial e pretendido. Basicamente, existem dois métodos, o natural e o artificial, enquanto o primeiro é realizado no campo, o segundo faz o uso de secadores e armazéns.  

Então, é preciso avaliar as condições da sua produção e também disponibilidade, a fim de escolher o que melhor atende às suas necessidades e assim poder garantir que o milho que foi colhido possa ser vendido nas melhores condições para o mercado. 

Milho ainda não colhido na lavoura
O grão de milho é usado para diferentes finalidades, da alimentação do gado na pecuária à produção de insumos para consumo humano.

Conclusão

Como visto, o momento ideal para iniciar a colheita de milho varia dependendo da propriedade. Por isso, esteja sempre atento às especificidades encontradas nela, desde o solo até a irrigação e uso de herbicidas. Ao fazer isso, ficará mais fácil determinar o momento que o grão estará pronto.  

Quer continuar lendo artigos como esse? Não deixe de assinar a nossa newsletter! 


Leia mais da categoria:

Milho safrinha e agricultura digital: vantagens e tendências

Colheitadeiras em campo, vagens secas, grãos marrons…. É o ciclo da soja chegando ao fim! Nesse momento, muitas vezes, a oleaginosa dá lugar a outro grão e o produtor rural se volta para o plantio do milho safrinha. Trata-se de uma oportunidade para o agricultor, já que os preços […]

Leia na íntegra
Cultura Manejo
6 min de leitura
Sorgo

Conheça o sorgo, um dos cereais mais cultivados no mundo

Os cereais são um importante insumo para a alimentação humana e animal. O sorgo, por exemplo, é considerado o quinto cereal mais produzido no mundo, com produção expressiva em território brasileiro. Isso se deve a sua facilidade de adaptação em […]

Leia na íntegra
Cultura
4 min de leitura
Lavoura de milho

Lavoura de milho: ciclo, tipos de grãos, pragas e as tendências para o cereal

As lavouras de milho no Brasil vêm crescendo em área e produtividade. Isso fez com que o país ganhasse ainda mais espaço entre as nações que mais exportam o grão e registrasse um crescimento na participação em exportações mundiais de mais de 300% em dez anos, segundo a Confederação da Agricultura […]

Leia na íntegra