Lavoura de milho: o que é, como funciona o ciclo, os grãos e mais
Lavoura de milho: o que é, como funciona o ciclo, os grãos e mais Lavoura de milho: o que é, como funciona o ciclo, os grãos e mais Lavoura de milho: o que é, como funciona o ciclo, os grãos e mais Lavoura de milho: o que é, como funciona o ciclo, os grãos e mais

Lavoura de milho: ciclo, tipos de grãos, pragas e as tendências para o cereal

8 min de leitura

As lavouras de milho no Brasil vêm crescendo em área e produtividade. Isso fez com que o país ganhasse ainda mais espaço entre as nações que mais exportam o grão e registrasse um crescimento na participação em exportações mundiais de mais de 300% em dez anos, segundo a Confederação da Agricultura […]

por Syngenta Digital
Lavoura de milho: o que é, como funciona o ciclo, os grãos e mais Voltar
Lavoura de milho: o que é, como funciona o ciclo, os grãos e mais
Lavoura de milho

As lavouras de milho no Brasil vêm crescendo em área e produtividade. Isso fez com que o país ganhasse ainda mais espaço entre as nações que mais exportam o grão e registrasse um crescimento na participação em exportações mundiais de mais de 300% em dez anos, segundo a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). 

Para este artigo, convidamos o engenheiro agrônomo e Especialista em Transformação Digital Matheus Sgarbi para uma conversa sobre a lavoura de milho e a importância crescente do cereal para o Brasil.  Confira! 

Milho: breve histórico do cereal

O milho está entre as coisas que fazem parte da vida do ser humano desde que o mundo é mundo – é cultivado há pelo menos cinco mil anos, segundo a Embrapa. É que o cereal é extremamente versátil: pode servir de alimento cru e cozido, em uma série de preparos e até em bebidas alcoólicas. Hoje, é matéria-prima inclusive para biocombustíveis.  
 
Com origem nas Américas, o grão foi levado para a Europa e ganhou o mundo, passando a ser plantado em escala comercial. As lavouras de milho desempenham um papel importante pra a alimentação humana, animal e em uma série de aplicações industriais. 

Quais são os tipos de milho?

Existem diferentes tipos de milhos em formatos diversos. Veja mais sobre cada um deles a seguir.

Grãos de milho 

Há grãos de milho de formas e tamanhos diferentes, o que pode influenciar na aplicação do cereal. O que muda é a estrutura do endosperma e o tamanho do gérmen daquele grão. Existem cinco classes: 

  • Dentado 
  • Duro 
  • Farináceo 
  • Pipoca 
  • Doce 

Cultivares de milho  

O Especialista em Transformação Digital Matheus Sgarbi chama atenção para a importância da seleção de um cultivar adequado. Segundo ele, essa escolha deve levar em consideração as condições ambientais da área, o manejo da cultura e a janela de tempo para a o plantio, além, é claro, do potencial produtivo do cultivar.  

Quando o assunto é a seleção de cultivares, o produtor dispõe de: 

Variedades 

Segundo a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado Minas Gerais (Emater – MG), as variedades possuem um custo menor, mas são recomendadas para produtores que utilizam baixa tecnologia. 

Híbridos simples 

Ainda de acordo com a Empresa, os híbridos não podem ser replantados e é necessário adquirí-los todos os anos. Os simples são os mais produtivos, contribuindo ainda para a uniformidade da lavoura. A desvantagem aqui é o preço: eles são mais caros.  

Híbridos duplos 

Os híbridos duplos têm um custo menor, podendo apresentar uma variação em relação à plantas e espoigas.  

Híbridos triplos 

Os triplos, por sua vez, ocupam um lugar intermediário quando o assunto é preço e potencial produtivo. 

Como funciona o ciclo do milho?

O ciclo do milho tem início com a semeadura e chega ao fim após o período de senescência foliar, quando, de acordo com Matheus Sgarbi, o grão de milho atinge sua maior massa seca. O que acontece no processo é: 

Estágio vegetativo 

1. Emergência: ocorre cerca de uma semana após a semeadura, quando as primeiras folhas surgem acima da superfície do solo.  

2. Pendoamento: fase decisiva para a lavoura de milho, o pendoamento é o período em que o tamanho das espigas começa a ser definido. Significa que a planta já atingiu a sua altura máxima e é possível ver o último ramo do pendão no topo. 

Estágio reprodutivo 

No estágio reprodutivo, há o embonecamento, quando os cabelos das espigas começam a surgir. Segundo o engenheiro agrônomo Matheus Sgarbi, esse é o momento em que acontece a polinização. De acordo com ele, “quanto mais o pólen conseguir atingir a boneca, mais grãos serão formados, o que pode ser influenciado positivamente pelo vento ou por alguns dias sem chuva, uma vez que a chuva na fase do pendoamento pode lavar o pólen”. O momento é crucial: é quando o número de grãos será, de fato, definido.  

Cerca de 12 dias depois, os grãos incham, período em que o produtor deve se atentar para evitar o abortamento, a redução no número de grãos. O milho seguirá se desenvolvendo, acumulando nutrientes e formando os dentes, até que a planta atingirá sua maturidade fisiológica.  

Imagem mostrando as fases de crescimento do milho até estar pronto pra ser colhido

Quais são as principais pragas do milho?

De acordo com Matheus Sgarbi, engenheiro agrônomo na Syngenta Digital, o produtor de milho precisa estar atento a uma série de pragas, a depender da região. Essas invasoras atacam o cereal ao longo de todo o desenvolvimento da cultura e podem trazem uma série de prejuízos, afetando a produtividade, alerta Sgarbi. Conheça as principais inimigas:

1. Lagarta-do-cartucho ou lagarta-militar

O estrago da lagarta-do-cartucho é grande! Ela pode se alimentar de plântulas de milho e raspar as folhas, gerando o sintoma da “raspagem”. Depois, elas se alojam no cartucho do milho e comem as folhas, podendo ainda romper o pendão.  Confira a praga:

Lagarta cartucho parada após comer a folha do milho na fazenda
Lagarta-do-cartucho

2. Lagarta-da-espiga

O próprio nome já diz! Essa lagarta se alimenta dos grãos da espiga antes que eles atinjam a maturação. O resultado é menos produtividade da área afetada pela praga.  Dá uma olhada:

Lagarta comendo na espiga do milho
Lagarta-da-espiga

3. Lagarta-elasmo ou broca-do-colo

O ataque da lagarta-elasmo é especialmente prejudicial nos primeiros 30 dias após a emergência. A praga abre galerias na base do colmo, fazendo com que a planta cresça menos, podendo apresentar sinais de estresse hídrico. 

4. Cigarrinha-do-milho

O engenheiro agrônomo Matheus Sgarbi chama atenção para a cigarrinha-do-milho, praga que causado um estrago cada vez maior nas lavouras do cereal.

Ela é responsável pela transmissão dos agentes que causam o enfezamento, uma doença que dificulta a absorção de nutrientes pelas plantas. A contaminação é mais grave quando as plantas se encontram nas fases iniciais de desenvolvimento. 

Praga cigarrinha no milharal
Cigarrinha-do-milho

5. Percevejo 

Os percevejos também são inimigos importantes do produtor de milho. Conheça em detalhes o percevejo marrom e o percevejo barriga-verde aqui.

Produtividade da lavoura de milho

De acordo com o engenheiro agrônomo Matheus Sgarbi, a cultura do milho tem alto potencial produtivo. E, se por um lado, o valor da saca tem animado os produtores, por outro, a falta de chuvas está provocando sucessivas revisões da safrinha. 

Como aumentar a produtividade do milho por hectare? 

Um manejo cultural adequado pode ser responsável por aumentar a produtividade de uma lavoura de milho. Nesse cenário, o Especialista em Transformação Digital Matheus Sgarbi destaca as ferramentas de agricultura digital como uma forma de reduzir as perdas na lavoura e alcançar mais produtividade em um mesmo espaço de terra. 

Para ele, o monitoramento digital do Cropwise Protector evita que infestações de pragas saiam do controle do produtor, reduzindo a produtividade da lavoura. A ferramenta é fundamental para uma decisão rápida que favorece um controle certeiro. 

As análises NDVI oferecidas pelo Cropwise Imagery também podem ser o braço direito do produtor de milho à medida que a planta cresce e torna as entradas no talhão mais difíceis.  

Como são as lavouras de milho no Brasil?

As lavouras de milho se espalham pelo país. De acordo com o último Censo Agropecuário, o Brasil tem mais de um milhão e 600 mil estabelecimentos rurais produtores do cereal, que produzem uma média 88 milhões de toneladas de milho.  

O levantamento pontua ainda que Mato Grosso é o estado que mais produz o cereal, seguido pelo Paraná e Goiás. 

Para onde vai o milho produzido no Brasil?

O Brasil é o segundo maior exportador de milho do planeta, mas não foi sempre assim: historicamente, a lavoura de milho do país se voltava para o abastecimento interno.

O cenário começou a mudar no ano-safra 2011/2012, que apresentou um excedente de produção. A cada ciclo seguinte, a participação do milho brasileiro ganhava força.

Hoje, o Brasil desempenha um papel importante como fornecedor do grão, especialmente na entressafra dos Estados Unidos.

A produção de grãos no Brasil no ciclo 2022/23, por exemplo, está estimada em 312,5 milhões de toneladas, o que representa um acréscimo de 40,1 milhões de toneladas quando comparada com a temporada 2021/22 – alta de 15%.

No caso da área plantada, é esperado um crescimento de 3,3%, o que corresponde à incorporação de 2,5 milhões de hectares, chegando a 77 milhões de hectares, segundo informações da Conab.

Agora que você já sabe como funciona a lavoura de milho, que tal conhecer o Cropwise Imagery? Com imagens de satélite, descubra o que limita a produtividade da sua lavoura e planeje a solução do seu problema!

Leia mais da categoria:

Cultura Posts
4 min de leitura
Colheita cana-de-açúcar

Produtividade da cana pode aumentar em consórcio com milho no Cerrado

No setor sucroenergético é comum considerar o etanol de milho como um concorrente direto do proveniente da cana-de-açúcar. Pesquisa em andamento conduzida pela Embrapa mostra o contrário. É possível obter benefícios e até aumentar a produtividade da cana-de-açúcar via uma […]

Leia na íntegra
Cultura
4 min de leitura
cafe cereja nas maos

Café fermentado ganha mais espaço no mercado

Termo bastante popular no universo gastronômico, a fermentação ganha cada vez mais espaço no dia a dia dos brasileiros. O processo é visto na fabricação de pães, cervejas e vinhos, ou em métodos de conservação de queijos e carnes, por […]

Leia na íntegra
Cultura Manejo
4 min de leitura
pé de café

Broca-do-café. Manejo e monitoramento

Encontrada em todas as regiões produtoras da cultura no mundo, a Broca-do-café, uma das mais importantes pragas da cafeicultura, ataca os frutos em praticamente qualquer estágio de maturação – causando perdas consideráveis à produção e qualidade do café. *Este texto foi […]

Leia na íntegra