Guia completo sobre plantação de feijão e dicas essenciais | Syngenta Digital
Guia completo sobre plantação de feijão e dicas essenciais | Syngenta Digital Guia completo sobre plantação de feijão e dicas essenciais | Syngenta Digital Guia completo sobre plantação de feijão e dicas essenciais | Syngenta Digital Guia completo sobre plantação de feijão e dicas essenciais | Syngenta Digital

Plantação de feijão: tudo o que você precisa saber

10 min de leitura

Conheça todo o processo de plantação de feijão, como funciona, o que é, além de dicas indispensáveis.

por Giovanna Vallin
21 de janeiro de 2022
Guia completo sobre plantação de feijão e dicas essenciais | Syngenta Digital Voltar
Guia completo sobre plantação de feijão e dicas essenciais | Syngenta Digital
Plantação de feijão

Devido ao seu alto poder nutritivo e preço relativamente baixo, a cultura de plantação de feijão tem uma grande importância para o agronegócio nacional, especialmente, no que diz respeito à agricultura familiar.

Por isso, é importante conhecer todo o processo do plantio, principalmente para garantir maior sucesso na hora de decidir iniciar a plantação. 

Neste artigo, você conhecerá mais sobre a cultura do plantio do feijão, como plantar, suas especificidades, importância econômica e principais pragas e doenças. Aproveite a leitura! 

Tipos e benefícios do feijão

Tipos de grãos de feijão

Pertencente à família Fabaceae, o feijão é o nome dado a um grupo de grãos. Além disso, existem diversos tipos de feijão, e entre os mais conhecidos estão: 

  • Feijão-preto;
  • Feijão-de-corda;
  • Feijão-guandu;
  • Feijão de cores (branco, vermelho, roxo e outros);
  • Feijão-carioca.

No Brasil, os exemplares mais consumidos são: o feijão-carioca e o feijão-preto. Junto do arroz, eles formam um prato tipicamente brasileiro.  

Altamente nutritivo, o feijão se destaca por sua versatilidade na cozinha, sendo a base para pratos tradicionais, como a feijoada, dobradinha e tropeiro.

A leguminosa é rica em proteínas, ferro, cálcio, vitaminas do complexo B, entre outros. Além disso, é uma opção ideal para ser adicionada à dieta diária, ajudando no combate de uma série de doenças, como a anemia, entre outras.

Como plantar feijão?

Vagem do feijão em uma plantação

Uma das características mais marcantes da plantação do feijão é a ocorrência do fruto do tipo legume, também chamado de vagem.

Para receber o cultivo dessa cultura, o solo precisa estar preparado, sendo o mais indicado recorrer a operações como a calagem e a adubação.  

Devido ao seu sistema radicular superficial, o mais indicado para o plantio do feijão é que o solo tenha boa aeração, textura areno-argilosa. Porém, também, que seja descompactado em sua superfície e tenha certa profundidade.  

Sobre as condições climáticas, a temperatura média ideal para o feijoeiro varia entre 12ºC e 29ºC, porém, o mais indicado é 21ºC. Caso ela esteja fora da faixa, isso pode gerar um atraso na germinação, bem como no desenvolvimento da planta do feijão, entre outros problemas.  

Histórico do plantio do feijão

Não se sabe ao certo quando e onde as plantas de feijão foram cultivadas pela primeira vez. No entanto, o surgimento do grão teria acontecido na Mesopotâmia, em torno de 7000 a.C.

No Egito, por exemplo, ele era tido como um símbolo da vida. Por outro lado, há quem defenda que o grão seja nativo da América Central e do Sul, tendo seu consumo e plantio iniciado há milhares de anos.  

No Brasil, há indícios do consumo no século XVI por indígenas, que denominavam o feijão de “comanda” e o ingeriam junto de farinha. Com a chegada dos portugueses, a leguminosa passou a fazer parte da refeição deles e com isso o consumo se disseminou por todo o país.

Importância econômica do plantio do feijão

Prato de Feijoada com arroz branco

Mais de 100 países cultivam o grão pelo mundo. O Brasil é o quarto maior produtor de feijão mundial, atrás da China, Índia e Myanmar. Minas Gerais, Paraná e Mato Grosso estão no ranking dos principais produtores, respondendo por quase metade da produção no país.  

Grande parte da colheita está destinada ao consumo interno e a cultura, basicamente, está pautada na agricultura familiar.

Por isso, quando há alterações climáticas que prejudicam a produtividade como um todo, há uma necessidade maior de exportação, o que eleva os preços do grão. Foi isso que aconteceu em 2019.

Aliás, essa variação também se deve à sua alta sazonalidade e perecibilidade do produto.  

Segundo o 12º levantamento do boletim de safra de grãos, feito pela Companhia Nacional de Abastecimento, Conab, a conclusão da safra do grão em território brasileiro em 2020/2021 marcou mais de 2,85 milhões de toneladas, somando diferentes tipos, como o preto e o caupi.

Por ser considerada uma cultura de ciclo curto, o grão permite o plantio em até três momentos do ano, sendo elas:  

  • 1ª: safra das águas: plantio entre agosto e dezembro;  
  • 2ª safra da seca: plantio entre janeiro e abril; 
  • 3ª safra de inverno: plantio entre maio e julho. 

De maneira geral, a cultura do feijão tem grande importância econômica no país, justamente por empregar milhares de pessoas e ser fonte de renda para os pequenos produtores.

O fato de ter um ciclo curto permite que durante o ano todo haja produção do grão, atendendo assim à demanda recorrente. 

Dicas para produção de sementes na plantação de feijão

Na hora de iniciar a sua plantação de feijão, as sementes são os principais itens que você precisa se atentar. Isso porque, existem algumas táticas adequadas para garantir eficácia na sua produção.

Além disso, saiba que existe uma variedade de sementes de feijão, no qual são indicadas para determinadas regiões, climas, solo, entre outras características. Apesar de não haver muito segredo na hora da plantação, é importante dar atenção a alguns pontos.

Um dos principais é a profundidade do plantio, que deve ser entre 3 e 7 cm. Contudo, como a diferença de solos, quando for mais pesado, a profundidade precisa ser de 3 e 4 cm.

Principais pragas da plantação de feijão

O feijoeiro pode estar associado a uma série de pragas.

Dependendo da sua fase do desenvolvimento da planta, uma série de danos podem ocorrer e a produtividade ser reduzida drasticamente.

Como já foi dito, o feijão tem um ciclo médio que dura em média 90 dias, dependendo da cultivar, sendo que as pragas agrícolas podem acontecer em qualquer uma das fases. Conheça mais sobre algumas das pragas da plantação do feijão a seguir! 

Larva-das-sementes

A larva-das-sementes ou Delia pratura, como o próprio nome diz, penetra nas sementes e perfura o chamado cotilédone. Ela contribui para a destruição parcial ou total do embrião da planta do feijão.

A praga tem a capacidade de reduzir drasticamente a produtividade da lavoura, justamente por se alimentar do interior delas, bem como das folhas, que podem apresentar um aspecto furado.  

Lagarta-elasmo

Espécie de lagarta-elasmo no feijão

A lagarta-elasmo é uma praga polífaga, ou seja, ataca várias culturas, sendo uma das principais o feijão.

Ela é capaz de perfurar o caule, bem próxima à superfície do solo, logo abaixo dela, fazendo galerias ascendentes até o chamado xilema. Além de consumir o caule, a lagarta também causa danos às sementes e raízes da cultura.  

Vaquinha

Espécie de inseto vaquinha em cima de uma folha verde

A vaquinha é outro exemplar de praga que ataca a plantação de feijão.

Ela pode levar à desfolha durante todo o ciclo da cultura, o que reduz a área de fotossíntese da planta. Os maiores danos acontecem quando há o consumo do broto apical, o que leva à morte da plântula.

Caso ocorra em outras fases, os problemas costumam ser menores, visto que o feijoeiro tolera até 30% de desfolha. 

Mosca-branca

Diversas moscas brancas em cima de um cultivo verde

A mosca-branca é uma praga do feijão que também é responsável por trazer doenças.

O dano direto por ela causado é a sucção da seiva da plantação, o que não tem tanta expressividade. No entanto, ela faz com que o feijoeiro contraia o vírus do mosaico dourado, por exemplo.

Como o próprio nome diz, as folhas ficam com aspecto amarelado, enrugadas e com tamanho reduzido, além de poder levar à plantação ao nanismo ou super brotação, que reduzem a produtividade e qualidade do cultivar.  

A plantação de feijão requer alguns cuidados na hora do cultivo e colheita, apesar de ser uma semente fácil de plantar. No entanto, para garantir sucesso na produção, é fundamental se atentar a todos os métodos de prevenção, além do controle de pragas e muito mais.

Gostou do conteúdo sobre plantação de feijão? Esperamos que sim! Saiba que a Syngenta traz as melhores informações, para manter você atualizado, além de cuidar da maneira certa da sua lavoura.  Para ficar saber sobre outras formas de cuidado, acesse o nosso blog e confira! 

Leia mais da categoria:

Cultura
7 min de leitura
Fruto de macaúba

Macaúba: o que é e para que serve?

A macaúba é uma palmeira de regiões tropicais e pode ser usada em diferentes indústrias, desde a alimentícia até a de energias renováveis. Saiba mais sobre a planta.

Leia na íntegra
Cultura Manejo
10 min de leitura
Cigarrinha-do-milho

Cigarrinha-do-milho: como controlar essa praga e evitar danos

Mantenha a sua lavoura livre de cigarrinha-do-milho com essas principais dicas de combate. Confira os detalhes!

Leia na íntegra
Cultura Mercado e tendências
4 min de leitura

Soja certificada: uma escolha para o futuro

Nos próximos 30 anos, a produção agrícola global vai precisar dobrar. A previsão é da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), que estima uma população mundial de 9 bilhões de pessoas. Mas como produzir em dobro, sem […]

Leia na íntegra