Pragas agrícolas: você sabe quais são? Syngenta Digital
Pragas agrícolas: você sabe quais são? Syngenta Digital Pragas agrícolas: você sabe quais são? Syngenta Digital Pragas agrícolas: você sabe quais são? Syngenta Digital Pragas agrícolas: você sabe quais são? Syngenta Digital

Você sabe quais são as principais pragas agrícolas?

4 min de leitura

Por mais cuidado que um produtor tenha, em algum momento, ele terá que lidar com as pragas agrícolas. São milhares de espécies circulando em todo mundo e é preciso conhecê-las para evitar prejuízos à lavoura.   Neste artigo, você conhecerá mais […]

por Luisa Torres
06 de agosto de 2021
Pragas agrícolas: você sabe quais são? Syngenta Digital Voltar
Pragas agrícolas: você sabe quais são? Syngenta Digital
plantação

Por mais cuidado que um produtor tenha, em algum momento, ele terá que lidar com as pragas agrícolas. São milhares de espécies circulando em todo mundo e é preciso conhecê-las para evitar prejuízos à lavoura.  

Neste artigo, você conhecerá mais sobre a definição de praga agrícola, as principais espécies presentes no Brasil, como evitá-las e muito mais. Continue a leitura para entender melhor sobre como elas atacam as culturas! 

Índice:

O que é uma praga agrícola?

Quais fatores favorecem o surgimento das pragas agrícolas?

Quais as principais pragas agrícolas no território brasilero?

Lagarta-do-cartucho

Mosca-branca

Ácaro-rajado

Percevejo-marrom

Como controlar as pragas agrícolas de forma eficaz?

O que é uma praga agrícola? 

É considerado praga um surto de uma determinada espécie que seja nociva à agricultura e seu desenvolvimento, interferindo no ecossistema e provocando doenças epidêmicas nos seres vivos.  

Geralmente, quando falamos de uma praga agrícola é possível atrelá-la a uma superpopulação de um determinado ser vivo como ácaros, insetos, bactérias, vírus e fungos. Ela causa um desequilíbrio como devastação da plantação, extinção de uma outra espécie, doenças infecciosas e parasitárias.  

Cabe lembrar que muitos insetos e seres podem causar danos às plantações, mas eles só são considerados pragas quando comprometem uma grande parte da área plantada. Dependendo da espécie e tamanho, o prejuízo varia, o que torna necessário a utilização de métodos seguros que ajudarão a eliminar esse mal. 

Quais os fatores favorecem o surgimento de pragas agrícolas? 

Existem vários fatores que levam à proliferação de uma praga. Começando pela falta de medidas de controle. Não basta fazer o plantio sem planejamento é preciso começar as ações de controle antes mesmo do cultivo. A preparação do solo é super importante, pois ajuda a eliminar pragas que se escondem nessa área.  

Outro fator que favorece o aparecimento das pragas é a falta de rotatividade de culturas. Com isso, o ecossistema do local fica propício para elas, especialmente aquelas que hibernam e voltam a atacar quando chega o período de plantio.  

Usar inadequadamente os praguicidas, errando na dosagem, tipo de produto e aplicação, também são fatores que favorecem as pragas em variados cultivares. 

Quais as principais pragas agrícolas no território brasileiro? 

O Brasil conta com uma lista de dezenas de pragas que atacam as culturas. A seguir, listamos algumas das principais! 

Lagarta-do-cartucho 

Lagarta Spodoptera frugiperda andando na plantação
O ataque da lagarta-do-cartucho se inicia na base da planta.

Considerada uma das principais pragas do milho, a lagarta-do-cartucho é um inseto que causa grandes prejuízos a essa cultura. O seu nome faz jus justamente à parte central, miolo, do milho que é um dos locais onde ela ataca.  

Os danos que podem começar desde o plantio e até a colheita incluem folhas perfuradas e raspadas, espigas danificadas, cartucho destruído e também excreções pela planta. Geralmente, o ataque se inicia na base da planta, levando ao chamado “coração morto”, isso leva a danos expressivos que são ainda maiores em épocas mais secas.   

Mosca-branca 

Diversas moscas brancas em cima de um cultivo verde
A mosca-branca ataca principalmente culturas como algodão, soja e feijão

mosca-branca é uma das principais pragas agrícolas encontradas no país. Além de ser um inseto de difícil controle, traz outros problemas para as culturas, como a transmissão de vírus. Algodão, soja, feijão são apenas algumas das culturas que podem sofrer com essa praga.  

Tanto em sua fase enquanto ninfa quanto adulta, a mosca-branca é capaz de causar danos à cultura ao introduzir seu aparelho bucal na planta e injetar uma espécie de toxina. Isso altera o desenvolvimento e reprodução da cultura, o que faz com que a sua produtividade seja reduzida.  

Ácaro-rajado 

praga agrícola chamada ácaro rajado
Foto: Embrapa

Outra praga muito comum em território brasileiro é o ácaro-rajado. Ele é uma espécie polífaga, ou seja, ataca diferentes tipos de cultura (como algodão, feijão e soja), sendo assim uma grande preocupação para os produtores. 

Ele se desenvolve bem em locais com temperatura que varia de 25ºC a 28ºC e clima seco. O seu principal hábito é formar teias nas folhas, criando um ambiente próprio para o seu desenvolvimento e proteção de ataques de predadores. O ácaro-rajado faz a sucção da seiva, levando assim a prejuízos na fotossíntese, o que faz com que as folhas fiquem amareladas e pode levar à desfolha e, até mesmo, morte da planta.  

Percevejo-marrom 

percevejo-marrom
Percevejo-marrom está presente em diferentes regiões do país, principalmente nas que têm clima mais quente.

percevejo-marrom é considerado uma das pragas chaves da cultura da soja. Ele está presente em diferentes regiões do país, principalmente naquelas que têm clima quente, e pode causar danos irreversíveis à cultura. Isso porque ele se alimenta do grão da soja, reduzindo a produtividade e também a qualidade das sementes.  

Sem contar que o percevejo-marrom abre espaço para doenças fúngicas, além de sugar a seiva, injetando toxinas que podem acarretar no apodrecimento dos frutos.  

Como controlar as pragas agrícolas de forma eficaz? 

Para evitar que as pragas agrícolas levem a perdas na lavoura é importante adotar metodologias eficazes que ajudem no seu combate! 

Controle biológico 

Embrapa é uma das referências no país quando se trata de controle biológico. São décadas de estudos dedicados ao assunto. Segundo estudos da organização o controle biológico abrange 5 vertentes, sendo elas “biodiversidade, estratégias de desempenho de agentes de controle biológico, integração com ações de proteção de cultivos, impactos do uso desses agentes e a sua adoção no setor produtivo”. 

No geral, apesar dessas vertentes, o foco visa usar alguns inimigos naturais das plantas a fim de eliminá-las. Com isso, insetos benéficos, predadores e outros entram para combater o problema, ao mesmo tempo que não deixam resíduos prejudiciais nos alimentos. 

Controle físico 

As pragas podem ser contidas também por meio do chamado controle físico, que nada mais é do que a utilização de métodos físicos como a queima, inundação, drenagem e tratamento do solo

O objetivo de sua utilização é evitar a aplicação de defensivos e diminuir os impactos no meio ambiente.  

Trator pulverizador extraindo praga do cultivo
Para evitar que as pragas agrícolas levem a perdas na lavoura é importante adotar metodologias eficazes que ajudem no seu combate

Controle químico 

Por sua vez, temos o controle químico que consiste no uso de defensivos com diferentes formulações, ajudando na redução ou eliminação completa da praga. Por isso, é importante identificar as principais pragas agrícolas, a fim de utilizar os produtos corretos e que não serão prejudiciais para a cultura.  

No geral, esses três tipos de controles são os principais quando se trata de pragas agrícolas. O Brasil é um país bastante propício para o surgimento delas justamente pela diversidade climática entre regiões e também pelos diferentes tipos de cultivares. Por isso, é importante conhecer bem como elas afetam cada um dos locais. 

 
Para entender mais sobre como proceder em relação a esses invasores, leia o artigo sobre Manejo Integrado de Pragas

Leia mais da categoria:

Posts
4 min de leitura

Expodireto 2020 lança arena com foco em inovações digitais

Mais de 250 mil visitantes são esperados na Expodireto Cotrijal 2020, que acontece de 2 a 6 de março em Não-Me-Toque, no Rio Grande do Sul. Focada em tecnologia e negócios, a feira é uma das maiores do mundo no […]

Leia na íntegra
Posts
4 min de leitura

AEA propõe eficiência energética sustentável com etanol

O etanol brasileiro pode representar solução muito mais rápida, eficiente, economicamente viável e amigável ao meio ambiente do que a eletrificação dos veículos para reduzir consumo de combustíveis fósseis e suas emissões de poluentes e gases de efeito estufa, o […]

Leia na íntegra
Posts
4 min de leitura
lives agro

Lives no agro: cresce demanda por informação na pandemia

A pandemia do novo coronavírus impôs mudanças de comportamento em diversas partes do globo, já que foi preciso adotar protocolos de higiene e medidas de distanciamento social. A situação despertou novos padrões de consumo na população, que passou a procurar […]

Leia na íntegra